WAR OF THE WORLDS PT 1 – MICHAEL ROMEO

Um dos guitarristas mais influentes dos últimos 15 anos, Michael Romeo está de volta com um grande lançamento! Enquanto o Symphony X está com suas atividades pausadas, o guitarrista resolveu tirar um tempo para gravar mais um disco solo (o primeiro foi “The Dark Chapter” em 1994) intitulado “War Of The Worlds Pt 1”. Trata-se de um disco conceitual que usa o famoso romance de H.G. Wells, onde aborda todos os tipos de conflitos pelos quais a humanidade está passando: política, religião, opiniões diferentes e etc. Como o próprio título do disco diz, haverá uma parte dois que está parcialmente gravada, sendo assim, vamos falar um pouco das faixas do disco.

O disco começa com uma introdução completamente instrumental, intitulada “Introduction” mesmo, onde logo de cara podemos ver que Michael Romeo abusou nas orquestrações neste disco. Belas linhas instrumentais orquestradas e riffs rápidos de guitarra fazem parte desta introdução que logo de cara emenda com “Fear The Unknown”, que sinceramente, é um petardo! Aqui podemos ver que Michael Romeo continua afiadíssimo na criação dos riffs complexos acompanhados de um solo de tirar o fôlego , típico dos melhores “Shred Guitars” do mundo, sem falar nas melodias dos refrões que são ótimas.

“War Of The Worlds Pt 1” conta com a participação de “Rick Castellano” nos vocais, “John JD Deservio” no baixo e “John Macaluso” na bateria, onde todos foram muito bem escolhidos pelo guitarrista encaixados perfeitamente como um quebra cabeça neste álbum.

A próxima música do disco intitulada “Black” possui passagens mais características do prog metal, contendo as famosas “quebradeiras” do estilo Prog, acompanhada dos vocais rasgados de Rick Castellano e grandes passagens de bateria, deixando a música com mais peso!

A próxima música se chama “F*cking Robots”, que de acordo com o próprio guitarrista foi divertido criá-la, justamente por conter na maior parte da música sons de “dubstep”, tornado a música bem diferente das demais  acompanhada novamente de riffs com bastante peso e um refrão bem colante, algo diferente do normal, porém ficou muito legal!

O disco segue com “Djinn”, uma música que aborda de forma bem clara os temas de religião e política principalmente, onde Michael Romeo disse em entrevista que “entre todos nós sempre há diferenças de opinião e problemas com outra pessoa o tempo todo”. Uma música que também contém de maneira bem forte o estilo prog, fazendo Rick Castellano subir algumas notas no refrão, uma música que instrumentalmente falando possui passagens tanto quanto peculiares de músicas orientais, tornando-a muito bacana também.

Seguimos então com “Believe”, talvez a música que mais se aproxime do estilo Prog Metal neste disco, onde fica evidente que Michael Romeo tomou uma decisão consciente de distanciar o som de “War Of The Worlds Pt 1” do Symphony X. Confesso que antes de ouvir o disco pensei que muitas coisas soariam como Symphony X, e me enganei. “Believe” tem aquela coisa prog e bem melódica acontecendo ao mesmo tempo, acompanhada de elementos orquestrais, eletrônicos e mais uma vez belos riffs de guitarra, realmente diferente do Symphony X.

O disco continua com “Differences”, onde também é uma música que aborda de forma forte os temas de política e religião. Nessa música notamos que Michael Romeo “pesou” a mão pra cacete nos riffs haha. É uma daquelas músicas que faz o cara perder o pescoço quando está ouvindo.

E então aqui temos mais uma música instrumental além da introdução, intitulada “War Machine”, onde mais uma vez temos grandes elementos de orquestra presentes do começo até o fim da música, parecendo literalmente trilhas sonoras de filmes de guerra.

Seguimos com a penúltima música do disco, intitulada “Oblivion”, uma das músicas que mais gosto do disco, dona de riffs complexos e poderosos, de um belo refrão e belas passagens, sem falar novamente nos solos de guitarra de arregaçar os dedos de quem tentar se aventurar a tirar algo deste disco haha!

E para finalizar, temos a última música chamada “Constellations”, onde poderia dizer que é a única balada do disco, ou a que mais se aproxima de uma balada. Uma melodia muito bonita que cativa o ouvinte logo de primeira no começo da música. Ao desenrolar da mesma temos novamente elementos de orquestra e passagens com solos complexos de guitarra, onde o restante da música é completamente instrumental, somente com uma pequena parte cantada no final, encerrando o disco em grande forma!

Claro que também não poderia deixar de comentar a arte da capa do disco, feita por “Drake Mefestta” que também já fez capa de discos de outras bandas. A capa possui uma vibe de ficção científica, um pouco obscuro e meio alienígina que se encaixaram perfeitamente.

Enfim, posso dizer que “War Of The Worlds Pt 1” é uma obra prima do Prog Metal, uma estratégia perfeita que faz o ouvinte querer escutar logo a parte dois deste disco. Um disco maravilhoso em todo sentido, seja na produção, nos temas abordados, na qualidade dos músicos e instrumentalmente IMPECÁVEL! Michael Romeo mostra mais uma vez a sua genialidade em suas composições, distanciando da sonoridade do Symphony X, porém sem perder as suas identidades, mostrando o porque é um dos maiores guitarristas do mundo. Esperamos ansiosamente que este disco faça muito sucesso e que possamos ter logo a parte dois!

Tracklist:

1 – Introduction

2 – Fear The Unknown

3 – Black

4 – F*ucking Robots

5 – Djinn

6 – Believe

7 – Differences

8 – War Machine

9 – Oblivion

10 – Constellations

Tagged with:
2
Matéria enviada por Lucas Amorim