The Mighty Mighty Bostones – Ska, Energia, Mosh e Cerveja

Em sua primeira passagem no Brasil o The Mighty Mighty Bostones, colocou o público que lotou o Carioca Club para dançar, aliás dançar muito, uma apresentação irretocável desses Americanos que estão na ativa desde os anos 80, com uma energia sensacional e muito carisma a banda fez um dos shows mais animados do ano com toda certeza.

Casa cheia e expectativa para o início do show do The Mighty Mighty Bostones que já entra destruindo tudo com Dr.D, ótima música para começar a noite, ela tem todos os elementos para animar a platéia, e na sequencia o primeiro clássico da noite The Rascal King, um som agradável abriu um sorriso na galera e colocou todo mundo para dançar no Carioca Club.

Mighty                    Flavio Santiago

Um banda extremamente entrosada é o que presenciamos no Carioca Club, uma banda feliz que a todo momento agradecia a galera e interagia de forma positiva, o vocalista Dicky Barrett pediu desculpas ao Brasil, por demorar tanto para vir, agradeceu a todos e disse que a energia do nosso povo era muito boa arrancando aplausos da galera.

Falando de Setlist esse não poderia ser melhor, músicas como Someday I Suppose, e seu poderoso refrão que fazia o carioca todo cantar, ou Where’d You Go?, Everybody’s Better até uns covers como por exemplo Rudie Can’t Fail,som dos dinossauros consagrados do The Clash, e um dos sons mais legais para ser tocado ao vivo estamos falando é claro de Nah, Nah, Nah, Nah, Nah.

Mighty 2                    Flavio Santiago

Lá embaixo a galera se matava de agitar os clássicos da banda, a galera pulava, dançava, erguia a as mãos, valia tudo para se divertir nesse showzão, ainda mais quando se tem músicas como Kinder Words, além de uma das minhas prediletas da noite Dogs And Chaplains, som versátil, inteligente e muito bom de agitar ao vivo, uma obra de arte podemos dizer.

Mas tudo que é bom dura pouco e após Dikcy apresentar a banda os caras manda simplesmente The Impression That I Get, o maior sucesso dos caras que colocou o Carioca pra cima, quem nunca cantou esse refrão não é ? Ele é sensacional !! E por fim, a noite foi finalizada com A Pretty Sad Excuse, deixando a plateia eufórica aos gritos de “mais um mais um”, gritos esses que foram atendidos pela banda que voltou para tocar mais 3 sons sendo o ultimo da noite Devil’s Night Out, esse das antigas né ?

Mighty 3                   Flavio Santiago

Um grande espetáculo, que comprova a falta de que fazia um show do The Mighty Mighty Bostones por aqui, uma coisa linda, com uma energia fantástica, toda a galera, agitou muito e comprovou o porque essa banda é tão cultuada mundialmente, e considerada uma das precursoras do Ska Punk, que voltem muitas vezes, porque shows assim são mágicos.

2
Matéria enviada por Lucas Amorim

Similar articles