The King’s Last Speech – Guilherme Costa

Geralmente quando nos damos de cara com um disco totalmente instrumental algumas pessoas pensam que são feitos para outros músicos ou para pessoas que possuem algum conhecimento em teoria musical, mas isso não é verdade. É evidente que um disco instrumental de guitarra deixa os olhos dos guitarristas mais abertos, mas se tratando do EP The King’s Last Speech de Guilherme Costa vocês verão que o disco sim pode atender a públicos diferentes.

Ao ouvir o EP fica evidente que Guilherme Costa é influenciado por Joe Satriani, Yngwie Malmsteen, Steve Vai entre outros, passando uma maneira diferente de tocar nas 3 músicas que compõe o EP. O disco abre com “Come On and Play” que possui uma grande influência de Hard Rock, com técnica e feeling nas medidas corretas tornando a música bem empolgante, o estilo da música chega a lembrar “Summer Song” de Satriani.

Em seguida temos uma balada “The Beginning of Journey” onde percebemos um enorme feeling em torno de toda música, com belos solos emocionantes e belos riffs também. Porém a faixa título do EP dedico especialmente aos “Shreders” de plantão, onde logo de cara temos uma bela sequência de arpejos misturada com as escalas sendo tocadas de forma limpa, uma verdadeira canção que expressa o “Neoclassic Metal”.

O disco teve a produção de Gus Monsato, mixagem e masterização de Celo Oliveira gravado em Petrópolis RJ. A capa muito bem feita por Ana Gabriela Morais se encaixou muito bem no contexto musical do EP. Mesmo sendo um disco instrumental, é bem direto, sem firulas ou malabarismos, onde Guilherme Costa demonstra realmente que é um fera das 6 cordas.

Tracklist:

1 – Come On and Play

2 – The Beginning of a Journey

3 – The King’s Last Speech

Contatos:

Facebook: www.facebook.com/guilhermecostaguitar

Twitter:

Youtube: www.youtube.com/guiaugmetal

Instagram: https://www.instagram.com/guilhermecostagt/

Bandcamp:

Assessoria: https://www.facebook.com/DunnaRecords/

 

 

2
Matéria enviada por Lucas Amorim