The Dwarves – Live Rio de Janeiro

A banda americana de punk rock The Dwarves , anunciou recentemente oito datas pela América do Sul, com alguns compromissos no Brasil, e o último dia 19 de Agosto foi o dia do Rio Janeiro receber os caras no La Esquina no Centro do Rio de Janeiro.

Formado em 1985, em Chicago, Illinois/EUA, o The Dwarves possui letras que costumam chocar as pessoas, e que falam sobre drogas, sexo e escatologias ao todo, gerando sempre shows animados e com muita polêmica, o evento também contou com 2 bandas de abertura Os Estudantes e Ostra Brain.

Infelizmente com casa muito vazia, as bandas de abertura iniciaram os trabalhos com a casa quase deserta, porém não se incomodaram com isso e fizeram shows mais que animados, tocando um Punk Rock de raiz, e fazendo muito barulho para a galera presente.

Na sequencia era hora dos caras do The Dwarves botarem para quebrar, sabemos que a banda já teve diversas formações, os músicos usam pseudônimos, mas não podemos deixar de citar que o baixista  Nick Oliveri (ex-Queens of the Stone Age/Mondo Generator) e o renomado baterista Josh Freese, que já gravou dezenas de discos tocando com inúmeras bandas de renome, nos EUA.

A formação atual que veio ao Brasil trouxe Blag Dahlia (vocal), He Who Cannot Be Named (guitarra), Nick “Rex Everythin” Oliveri (baixo) e Josh “Black” Freese (bateria), e fizeram um bom mesclado dos 13 álbuns que possuem na carreira, incluindo o ótimo “Take Back The Night”, o mais recente, lançado no início de 2018.

Com toda certeza o The Dwarves é um dos últimos verdadeiros representantes da ideologia do punk rock na era musical contemporânea, e ao vivo você sente isso já que a aura da banda é totalmente underground de raiz, sem frescuras, sem regras, com apenas o velho espírito punk daquela saudosa época.

Apesar da casa vazia, a banda se entregou 100% no palco e fez um espetáculo poderoso  e muito interativo, deixando a plateia mais que satisfeita. Músicas como Drug Store, I Will Deny, Everybodies Girl Demonica e muitas outras, estavam lá sujas e pesadas para animar a galera que compareceu ao La Esquina.

Uma noite sensacional com o mais puro som underground, sujo e pesado, com bandas que conseguiram levar o público de volta ao tempo. Mais uma vez cito que foi uma pena ter comparecido pouca gente, pois o show só teria a ganhar com mais público e os ingressos custavam  apenas R$ 40,00, não era caro, e com toda certeza está na hora do público carioca comparecer aos eventos mais que nunca, sob pena de termos cada vez menos shows para nos divertimos.

Tagged with:
2
Matéria enviada por Lucas Amorim

Similar articles