Slipknot – Live São Paulo – 27/09/2015

Fotos – UOL 

O Slipknot voltou mais uma vez ao Brasil, para ser o Headliner do Rock in Rio e passou por São Paulo para enlouquecer milhares de fãs que lotaram a Arena Anhembi para ver a banda que é sensação por onde passa, uma vez que a produção do show é brilhante e os efeitos são de deixar qualquer um boquiaberto.

Na abertura do evento, os Americanos do Mastodon tentaram tocar, porém a forte chuva os fez interromper a apresentação com apenas 30 minutos de show, uma pena, uma grande pena !!  Uma vez que muitos ali saíram de longe para ver o Mastodon, que não é simplesmente uma banda de abertura, e sim uma das melhores e mais cultuadas bandas da atualidade.

 

Mastodon

Os caras abriram o show com a ótima Tread Lightly que arrancou sorrisos dos expectadores, o mastodon é perfeito ao vivo, os caras são uma engrenagem que só vai pra frente, Blateroid e High Road, comprovam essa minha teoria, mas infelizmente depois da ótima Aqua Dementia, os caras vão embora e deixam a chuva para a plateia, muito ruim isso, por parte da organização  uma vez que deveriam com toda certeza aguardar as condições melhorarem e deixar o Mastodon acabar seu espetáculo, o saldo dessa brincadeira foram apenas 07 musicas executadas.

O show acabou mais cedo e muita gente reclamou e com razão, porém as reclamações não adiantaram e o palco já começou a ser montado para a atração principal da noite, o Slipknot, que um tempo depois, sobe ao palco quebrando tudo com Sarcastrophe e The Heretic Anthem, aposta vira uma pipoca, o palco vira um campo de fogo, e os integrantes tocam o circo em cima do palco.

 

Slipknot 2

Guitarras pesadas, uma percussão hiper afiada, bateria rápida, teclado, Dj e um vocalista que é uma simpatia danada, toda hora declarando seu amor por São Paulo, que os fãs são barulhentos, que agitamos muito, e que somos uma família, isso cativa o público a gritar cada vez mais os sons dos caras, principalmente em canções com apelo como Vermilion ou Kilpop, que foi emendada com a ótima Before I Forget, aquela mesmo do Guitar Hero sabe ???

Outros sons  foram muito bem aceitos pela galera, como a clássica Disasterpiece ou em Spit It Out  e a ultima do primeiro ato Custer, mas é claro que a galera fez o maior barulho até os caras voltarem, e quando voltaram já mandaram  uma do primeiro álbum (sic) emendando essa canção  com o som mais aguardado da noite, People = Shit, fazendo todo mundo pular e tremer o Anhembi, finalizam com Surfacing, uma mega show que vai deixar saudades, pois a energia do Slipknot ao vivo é contagiante.

 

Slipknot-SP-set-2015-por-Stephan-Solon-Move-Concerts-MidioramaII

Tagged with: ,
2
Matéria enviada por Lucas Amorim

Similar articles