Rolling Stones – O bom e velho rock`n`roll

Texto: Aline Narducci

Fotos: Miguel Schincariol/ T4F

 

No ultimo sábado São Paulo recebeu os Rolling Stones no Morumbi para a sua segunda apresentação na cidade dando sequência à ótima turnê Olé. O local, diga-se de passagem, não é um dos melhores para acesso pois é necessário andar bastante (uma caminhada média de 20 minutos, dependendo do portão de acesso) e humanamente impossível de se chegar de carro, a não ser claro que você esteja disposto a se estressar com o trânsito e pagar os 100 reais que eram pedidos pelos estacionamentos da região, o que pode ser considerado um grande abuso.

A banda em si dispensa apresentações, afinal os Stones são conhecidos de praticamente todos os brasileiros, dos mais jovens aos mais velhos e daqueles que apreciam todo tipo de música, indo do pagode ao gênero mais desconhecido do metal, em suma é um show onde você vê todos os tipos de fãs, desde roqueiros perdidamente apaixonados pela banda e que estão ali realizando um sonho até famílias inteiras que fizeram do evento o passeio do sábado a noite.

12771988_948025328611252_757036376617424692_o

O show de abertura ficou por conta dos veteranos do Titãs, que assim como no show da quarta-feira, trouxeram um set list repleto de clássicos de sua extensa carreira, empolgando o público que ainda estava chegando ao estádio do Morumbi naquela bela noite de sábado. Não faltaram músicas como Sonífera Ilha, Marvin e Homem Primata. O show também contou com uma versão bem rápida e pesada de Polícia, a proibida “Bichos”, que saiu apenas no terceiro cd da banda e a grande Aluga-se, que foi oferecida ao mestre Raul Seixas, que  segundo eles é o grande responsável pelos Titãs estarem em cima daquele palco. Fica claro como a banda está feliz em fazer parte dessa grande noite, afinal eles agradecem diversas vezes a oportunidade de estarem ali, abrindo o show de uma banda que é considerada uma lenda viva do rock mundial.

Por volta das 21hs, conforme previsto e sem chuva como na quarta-feira, os telões são ligados e o Morumbi lotado por 68.000 fãs está mais do que pronto para receber Mick Jagger, Keith Richards, Ron Wood e Charlie Watts, que começam o show com Jump Jack Flash, levando os fãs à loucura. Era fácil ver o deslumbramento do público ao se darem conta de que estavam naquele momento diante de uma banda lendária, e era apenas o começo de uma noite recheada de boa música e energia tanto da banda quanto do público.

12764590_948076505272801_8269099271903476327_o

Mas a noite estava apenas começando e pra deixar o Morumbi ainda mais emocionado a banda já emenda It’s Only Rock n Roll, fazendo milhares de pessoas soltarem a voz, aqueles acordes, o famoso refrão, tudo combinava para deixar a noite ainda mais perfeita.

A banda embora septagenária não aparenta a idade em cima do palco, são tomados de uma aura mágica que os rejuvenesce décadas, a energia de Mick Jagger é sensacional, as suas danças, trejeitos, caras e bocas colocam o público na palma de sua mão, ele conduz o show com bom humor, falando em português, o que deixa todo mundo mais animado.

12771575_948076575272794_5655006821834227197_o

A dupla de guitarras Ron e Keith, soa perfeita, este último muito ovacionado por todos era só sorrisos com a galera, muito se fala na eneegia, de Keith, que é considerado é uma lenda. Um imortal, um ícone e ver aqueles acordes de sua guitarra que o cara faz questao de deixar ainda mais pesada ao vivo é um bálsamo para nossos ouvidos.

Mas não podemos esquecer é claro do simpático Charlie e suas baquetas, sempre discreto, o baterista não perde a mão em nenhum momento, concentrado, só sorri quando é apresentado para a galera por Mick, um senhor baterista que merece todos os aplausos da galera.

12496356_948076515272800_3921288286645490681_o

Falando do set List, esse viajou no tempo e passeou pela carreira da banda, sons como Out of Control, All Dow the Line e a pedida pela galera de São Paulo naquela noite She’s a Rainbow transformaram a noite em um túnel do tempo do bom e velho Rock and Roll proporcionando bons momentos para o gigante e animado público.

O grande momento da apresentação foi quando os primeiros acordes de Paint it Black, isso mesmo aquela do Guitar Hero, ecoa no Morumbi, esse som tem uma guitarra e um refrão marcantes não deixando ninguém ficar parado tanto na pista quantos nas arquibancadas.

12783760_948076501939468_7663167131306702474_o

Mesmo de longe, com binóculos, com a ajuda do telão, vendo a banda  bem de longe mesmo percebia-se a animação da galera que estavam nas arquibancadas, de lá via-se a famosa ola, e muita gritaria, como em Midnight Rambler, som maravilhoso que fez a voz de todo mundo ecoar de forma magistral naquele que era por ora o templo da música, o templo dos Stones.

A chuva, que não parecia ser esperada deu as caras na belíssima Gimme Shelter, de forma até irônica, sendo que a música fala sobre abrigo, e não espantou Mick Jagger e Sasha Allen, vocalista de apoio da banda, que cantaram na chuva, sem medo algum, criando uma cena belíssima de se ver.

12783617_948076565272795_8612712506959060788_o

Mas infelizmente tudo que é bom acaba, mas acabou em grande estilo e de uma forma maravilhosa. E com um início bombastico explode o riff de Start  me Up, preciso falar se algum ficou parado nessa? acho que não né?…..seguida da sinistra e com uma ótima ambientascao vem Sympathy for the Devil. Que teve ajuda dos telões, exibindo demônios e outras figuras sombrias em vermelho e das luzes de celulares pra ficar ainda mais sombria, terminado essa lendária apresentação com Brown Sugar.

Como era de se esperar a banda logo volta para o bis, que contou com You Can’t Always Get What You Want, que contou com a participação de um coral convidado, e por fim o som mais esperado da noite, aquele que todos esperavam, Satisfaction, onde era claro no rosto de cada fã, que valeu cada centavo investido estar ali, e que a espera valeu a pena, e onde para muitos foi a primeira e talvez a última oportunidade de ver essas lendas vivas da música tocando em solo brasileiro.

12764328_948076581939460_4946700886445260550_o

4
Matéria enviada por Aline Narducci

Similar articles