Rhapsody – Live São Paulo

Texto – Vinicius Coimbra

Foto – Gil Oliveira – Musicão

Pois bem, o Rhapsody gostou tanto de se despedir que resolveu fazer mais um showzão pra galera de São Paulo (risos)!  Me lembro que em 2017 escrevi uma resenha do show dos caras com o maior clima de despedida e tudo mais, porém a história acabou sendo outra.

Em menos de um ano do show de despedida da banda e comemorando os 20 anos de “Symphony Of Enchanted Lands” e tocando o disco na íntegra, eis que recebemos a banda novamente em terras brasileiras, porém dessa vez somente com um show no país e com algumas mudanças no seu setlist porém com uma bela abertura do projeto brasileiro Soulspell, o Avantasia do Brasil!

Em um domingo onde a chuva resolveu não dar trégua para SP lá estavam os fãs do Rhapsody na parte de fora da casa esperando as portas abrirem, que foi por volta das 18:00 horas. Porém as 18:30 era hora do Soulspell subir no palco para a primeira apresentação, e pontualmente lá estavam. O projeto brasileiro que envolve nomes como Pedro Campos (Hangar), Daisa Munhoz (Vandroya), Victor Emeka, Talita Quintano, Daniel Guirado, Leandro Erba e outros grandes nomes do Metal Nacional foram responsáveis por uma grande apresentação!

E pra começar com os dois pés no peito abriram o show com “Labyrinth Of Truths” onde os vocais de Victor Emeka se destacavam muito pelos agudos potentes e bem feitos, acompanhado das belas vozes de Daisa e Talita. A banda muito bem sincronizada no palco, onde cada vocalista tinha seu papel fundamental em cada música, sons como “The End You’ll Only Know At the End”, “Troy” com seus riffs rápidos demonstrando o Power Metal de raiz, “Into The Arc Of Time” seguindo com “Age Of Silence” todas executadas com bastante maestria por Leandro Erba acompanhado dos bumbos violentos de Heleno Vale!

A banda então segue com a bela “Father and Son” com um grande dueto de Pedro Campos e Daisa Munhoz agitando bastante a galera com os dois vocalistas demonstrando bastante qualidade em seus 6 minutos de música, música que inclusive rendeu um ótimo clipe, onde logo em seguida já emendaram mais uma onde rendeu mais um grande clipe, logo com a introdução matadora com os agudos de Victor Emeka arrebentando tudo com “Dungeons And Dragons”. E para finalizar o grande show seguiram com “The Second Big Bang” e encerrando com chaves de ouro “A Secret Compartment”! O Soulspell demonstrando alto nível em cada uma de suas músicas, demonstrando ser um projeto de primeira, onde quem não conhece, deve conhecer!

Após o show do Soulspell era hora da atração principal da noite, e por volta das 20:05 as luzes se apagavam para a introdução de “In Tenebris” que viria logo com a abertura violenta de “Dawn Of Victory” incendiando a galera logo na intro do show, onde os refrões foram cantados por toda a casa! A banda então segue com “Wisdom of the Kings” e com “The Village of Dwarves” que até então não tinha sido executada da última vez para a surpresa da galera.

 

E mais uma pancada na cara onde a banda segue com “Power Of the Dragonflame” com seu refrão matador seguindo com “Beyond the Gates of Infinity”. Fabio Lione então anuncia mais uma do Power of the Dragonflame pronto pra incendiar a galera mais uma vez com “Knightrider of Doom” !

Até então já notamos uma diferença drástica no setlist da última vez, onde aqui tivemos as músicas aleatórias ao invés de seguir com o Enchated Lands na íntegra.

E é claro que neste show especial não podia deixar de tocar a bela “Wings of Destiny” para quebrar um pouco o peso do show, onde rolou mais um solo de bateria de Alex Holzwarth com o tema de Game of Thrones!

E deixando a galera muito doida Fabio Lione chama aquele clássico lá do Legendary Tales, sendo “Land of Immortals” cantada por todos de forma incrível, onde todo momento a dupla de guitarristas Luca Turilli e Dominique Leurquin não paravam em nenhum canto do palco, executando os complexos riffs e solos com maestria!

Temos então um momento solo de Fabio Lione, onde dessa vez executa uma música de Andrea Bocelli, um momento tanto quanto emocionante do show, pois é uma opera de encher os olhos cantada de forma incrível pelo italiano. Porém não parava por aí, e mais clássicos vinham, dessa vez com a poderosa “Holy Thunderforce” onde em seguida rola uma pequena pausa para os momentos finais.

A banda volta ao palco com a pancada “Rain of a Thousand Flames”, seguida com a opera de “Lamento Eroico”, onde nessa hora todo mundo canta em italiano (risos), e para finalizar mais uma apresentação incrível do Rhapsody, o carro chefe “Emerald Sword” foi tocada de forma maravilhosa e cantada por todos os presentes no show, tornando com certeza o momento mais especial do show! Mais uma apresentação de gala de uma das maiores bandas de Metal melódico do mundo, porém será que foi despedida mesmo? Quem sabe algum dia não teremos mais um show do Rhapsody com essa formação (risos)!

Agradecimentos a Miriam pelo credenciamento e Top Link.

Setlist Soulspell:

1 – Labyrinth Of Truths

2 – The End You’ll Only Know At The End

3 – Troy

4 – Into The Arc Of Time

5 – Age Of Silence

6 – Father and Son

7 – Doungeons And Dragons

8 – Adrift

9 – The Second Big Bang

10 – A Secret Compartment

 

Setlist Rhapsody:

1 – In Tenebris/Dawn Of Victory

2 – Wisdom of the Kings

3 – The Village of Dwarves

4 – Power of the Dragonflame

5 – Beyond The Gates of Infinity

6 – Knightrider of Doom

7 – Wings of Destiny

8 – When Demons Awake

9 – Riding The Winds of Eternity

10 – Symphony of Enchanted Lands

11 – Drum Solo

12 – Land of The Immortals

13 – The Wizard’s Last Rhymes

14 – Bass Solo

15 – Vocal Solo (Sang Andrea Bocelli)

16 – Holy Thunderforce

Encore:

17 – Rain of a Thousand Flames

18 – Lamento Eroico

19 – Emerald Sword

 

 

Tagged with:
2
Matéria enviada por Lucas Amorim

Similar articles