Red Mess – Into The Mess

Red Mess – Into The Mess (2017)

Por Bruno Nascimento

 

Red Mass é daquelas bandas que toca pesado, sujo, descompromissado. O trio faz um stoner pesado também muito influenciado pelo rock progressivo.

Into The Mess marca o debut do trio londrinense, o primeiro full lenght após o EP Crimson, lançado em 2014. Lançado pelo selo Abraxas Records, conhecida produtora por trazer grandes nomes do stoner/doom/occult rock.

É importante salientar que o resultado final de Into The Mess é um pouco diferente do que foi o EP de 2014. Hoje a banda soa mais pesada, os riffs são bem elaborados e a produção parece bastante orgânica, toda a parte instrumental do álbum parece ter sido gravada durante a década de 70.

As nove faixas do disco têm a mesma sintonia durante os 48 minutos de audição, o peso conseguido nas guitarras foi certeiro, é muito legal ver que as bandas nacionais conseguem um som tão bom quanto qualquer banda estrangeira.

O disco começa com “Raskólnikov”, uma instrumental pesadíssima, só para preparar o terreno. Depois segue-se com outras três faixas muito bem trabalhadas nos riffs marcantes de guitarra.

No entanto, é na faixa que dá nome ao álbum que a banda mostra toda a capacidade musical. Uma música de mais de 12 minutos de duração, com solos de guitarra e algumas progressões interessantes, acentuando o lado prog dos moleques.

Em seguida vem “Interlude”, como o nome já diz, é só uma intro bem “chapada” preparando para o final do disco, com as três músicas que seguem, “Disillusion”, “Snowglasses”, e uma das melhores “Over The Mountain”(não é cover do clássico do Ozzy).

Red Mess apresenta um disco profissional, de uma banda mais madura e pesada, porém não perde seu charme de banda de garagem. Parabéns aos envolvidos, esse tipo de som é raro de se encontrar por aí.

Tracklist

  • Raskólnikov
  • Enemies
  • Kork
  • Illusion
  • Into The Mess
  • Interlude
  • Disillusion
  • Snowglasses
  • Over The Mountain
Tagged with:
2
Matéria enviada por Lucas Amorim