Mayhem – Live Rio de Janeiro

Um das maiores bandas de Black Metal do mundo voltou ao volta ao Rio de Janeiro! O Mayhem se apresentou na cidade nessa ultima sexta-feira, dia 8 de Junho, no Teatro Odisséia, e mais uma vez os fãs sentiram todo o peso e ódio que esses ícones da música pesada passam ao vivo.

Esse foi o segundo ato da turnê que celebra o grande classico “De Mysteriis Dom Sathanas”, que é referência e um dos discos mais icônicos da história da música, o evento ainda contou com as bandas, Enterro, 7 Peles e Svatan que tornaram a noite uma grande celebração ao Black Metal.

As bandas de abertura fizeram a sua parte e novamente provaram que o Brasil está muito bem de bandas autorais, tanto pela brutalidade no som do Svatan, na teatralidade e competência dos caras do 7 Peles e da pancadaria brutal  do Enterro. Bandas que fizeram seu papel e tocaram com muita garra e levantaram com orgulho a bandeira do metal nacional.

Na sequência o Mayhem já inicia com tudo, uma brutalidade e aquele clima soturno, clima perfeito para Funeral Fog Freezing Moon  que já colocam o público em êxtase logo no início da apresentação, a luz escura, o clima mórbido, o peso, a ignorância de hellhammer, a presença de palco de Necrobutcher, e a nefasta e cruel presença de Attila Csihar estavam lá, pertinho da galera que enlouquecida agitava como nunca na pista do Teatro Odisseia.

 

O clima soturno que o Mayhem consegue passar na apresentação é fora de série, a banda ao vivo é muito bem entrosada e o som não estava ruim não, tava supimpa, e com isso deu muito mais dinâmica no espetáculo que foi muito aplaudido pela galera que fez a sua parte da pista, agitando sons matadores como Cursed in Eternity ou a sensacional Pagan Fears com um dos riffs inicias mais sensacionais do Black Metal.

Toda a lenda que se rodeia no Mayhem se faz verdadeira quando os caras estão o palco, como as polemicas atuações de Attila  que também fizeram parte da apresentação como as caretas, a famosa caveira e todos os seus trejeitos em cima do palco, que renderam toda a sua fama de um dos melhores frontmans do Black Metal. Mas o povo queria mesmo era porrada nos ouvidos e Life EternalFrom the Dark Past, vieram para colocar ainda mais fogo na apresentação com aquela bumbos relâmpagos que o Hellhammer coloca com uma precisão cirúrgica, é indescritível ver esse cara ao vivo, pois é muito talento.

 

E para provar que os caras estavam afim de  quebrar tudo a pedido do público vem  a paulada  Deathcrush, seguida de Carnage  e todo seu ódio,  finalizando a noite como mais puro Black Metal de  Pure Fucking Armageddon, deixando todo mundo com um sorriso de orelha a orelha no Teatro Odisseia.

Muitos criticam o Mayhem, falam que a banda acabou, que não é mais a mesma, mas falar é fácil, quero ver esses cidadãos falarem isso depois de um massacre sonoro como o mostrado aqui no Rio de janeiro, o Mayhem foi sempre, e será uma das maiores forças do metal extremo, e não importa onde seus músicos tocaram ou tocam, eles criaram algo, eles são a base de muita banda boa hoje em dia e isso merece respeito. Viva ao Mayhem viva ao Metal Extremo !

Tagged with:
2
Matéria enviada por Lucas Amorim

Similar articles