Entombed A.D. ao vivo na Clash Club (São Paulo/SP) – 07/03/2015

0 Flares Filament.io 0 Flares ×
Entombed A.D. em São Paulo - Foto por Ricardo Ferreira

Entombed A.D. em São Paulo – Foto por Ricardo Ferreira

Em um sábado em que as águas de março caíram pra valer em São Paulo, a nova encarnação do Entombed, agora conhecida como Entombed A.D. após romperem com o guitarrista Alex Hellid, provou que continua estar na liderança do Swedish Death Metal. A banda se apresentou na Clash Club em São Paulo, em um evento muito bem organizado pela Cronos Enterteinment.

Quatro bandas brasileiras se apresentaram antes dos suecos, sendo o Outlanders responsável pela abertura do evento. Infelizmente um pequeno público pode presenciar o Heavy/Thrash Metal da banda paulista. A banda apresentou as músicas que fazem parte do seu primeiro EP intitulado “Kretaceous”, como “Black Flags and Beer” e “Storm Traitor”. A banda fez uma boa apresentação, mas com pouca interação com o público. A parte final do seu curto set teve o cover de “Territory” do Sepultura e encerraram o show com a faixa-título do EP.

Na sequência os veteranos do Vulture fizeram uma excelente apresentação, como de costume. A banda começou o massacre com “Under the Blade of Death”, música que estará presente em seu próximo álbum “Under the Blade of Death”, deixando uma ótima expectativa para este novo trabalho. Outros destaques vão para “Murderous Disciples” e “Abençoado Seja o Homem Ateu”, que foi cantada por parte do público presente e responsável por encerrar a apresentação do quarteto de Itapetininga/SP.

Ainda em divulgação do álbum “Welcome to the Gore Show”, o Anarkhon abriu a sua apresentação com as músicas “Espetáculo de Horror e Tortura” e “A Dor da Imortal Putrefação”, ambas do álbum “Obesidade Mórbida”. O começo do show da banda foi prejudicado por alguns problemas com o som, mas que foram solucionados enquanto a banda executou duas músicas de seu último trabalho, “Corporal Sores” e “Watching Her Bleed”. Para encerrar a sua competente apresentação a banda tocou uma de suas músicas mais conhecidas “Satisfação em Costurar Um Corpo Retalhado com Arame Farpado”, que está presente na primeira demo tape da banda e que foi regravada posteriormente.

Já acompanhando o Entombed A.D. em alguns shows da turnê na América Latina, o Krow começa a colher os frutos de quase uma década de batalha. O quarteto mineiro abriu o show com “Relentless Disease”, faixa-título do EP lançado no ano passado. Presença de palco e a execução das músicas foi impecável durante toda a apresnetação da banda, destaque para a dobradinha “Retaliated” e “Abominations” mostrando a versatilidade da banda. Com o público em mãos a banda encerrou a sua apresentação com “Before The Ashes” deixando o terreno bem preparado para o lendário L.G. Petrov (vocalista) e seus companheiros de banda.

L.G. Petrov - Foto por Ricardo Ferreira

L.G. Petrov – Foto por Ricardo Ferreira

O Entombed A.D. começou a sua apresentação com “Pandemic Rage” do novo álbum “Back To The Front” e sem dar descanso para o público emendou com “I For an Eye” do álbum “Morning Star”. Já era possível notar que se deu mal quem decidiu não comparecer ao show por conta de Hellid não estar mais na banda, pois Nico Elgstrand está segurando muito bem as seis cordas da banda.

O que era bom estava ficando cada vez melhor, pois o sempre carismático Petrov anunciou “Revel In Flesh”, do clássico “Left Hand Path” lançado há 25 anos! A única parte ruim era ver que a banda não teve um público tão expressivo para poder conferir uma aula com os verdadeiros professores do Death Metal sueco.

Entombed A.D. em São Paulo - Foto por Ricardo Ferreira

Entombed A.D. em São Paulo – Foto por Ricardo Ferreira

A banda parecia não se importar com isso, estavam lá para os fãs que compareceram e puderam presenciar todo o peso de “Out of Hand”, com uma levada perfeita para o público bater cabeça.

Uma pequena briga começou no público, que foi rapidamente contida por algumas pessoas e os seguranças da casa. Ao ver isso Petrov comentou “quase tivemos uma briga… nós somos irmãos, nós não brigamos. Nós matamos!” E a “matança” continuou com a clássica “Wolverine Blues”, com destaque para a performance de Olle Dahlstedt na bateria.

Olle Dahlstedt - Foto por Ricardo Ferreira

Olle Dahlstedt – Foto por Ricardo Ferreira

Mesmo com o baixo preciso de Victor Brandt é notável que em algumas músicas falta uma segunda guitarra, caso de “Left Hand Path”. O fato da banda ter vindo como um quarteto não comprometeu a apresentação, mas com certeza teria um grande ganho uma segunda guitarra ao vivo.

Victor Brandt - Foto por Ricardo Ferreira

Victor Brandt – Foto por Ricardo Ferreira

“Chief Rebel Angel” e “Supposed to Rot” encerraram mais uma grande apresentação do Entombed A.D. em São Paulo. Está disponível no Youtube a apresentação completa da banda, confira abaixo!

 

 

Setlist Entombed A.D.

Intro

Pandemic Rage

I for an Eye

Revel in Flesh

Second to None

Eyemaster

Stranger Aeons

Living Dead

Out of Hand

Chaos Breed

Crawl

Wolverine Blues

The Underminer

Left Hand Path

Intermission

Chief Rebel Angel

Supposed to Rot

Tagged with: ,
3
Matéria enviada por Bruno Teixeira

Similar articles