Edu Falaschi – Live SP – 23/07/2017

A noite de 23/07/2017 com certeza será muito bem lembrada por toda galera que se fez presente no carioca club para prestigiar um show com bastante agitação, emoção  e muita nostalgia!

Finalmente era a noite da qual Edu Falaschi e companhia iriam se apresentar promovendo a tão badalada “Rebirth of Shadows Tour”, trazendo pra galera os maiores clássicos de Rebirth e Temple of Shadows em um show só! E é claro que a equipe Heavy World estava lá mais uma vez pra conferir mais um showzasso!

Antes das portas da casa se abrirem a fila já era grande, logo de cara deu pra perceber que a galera colou em peso. Aos poucos todos foram entrando até encher a casa para conferir a banda de abertura. A banda “Attractha” foi responsável por um ótimo show de abertura, com seu som pesado agitando a galera com “Bleeding in Silence”, “Move On” e também seus outros sons como “Victorious”, “Payback Time” e “Unmasked Files”. Um show curto, porém suficiente pra mostrar tamanha qualidade em seu trabalho pra toda a galera presente.

Quando o relógio bateu mais ou menos 20:30 ao som de “Deus Le Volt”, a seleção Edu Falaschi, Aquiles Priester, Fabio Laguna, Diogo Mafra, Roberto Barros e Raphael Dafras subiram no palco para abrir o show logo com “Spread Your Fire”, não podia ter abertura melhor!

Em seguida uma chuva de clássicos, rolou “Acid Rain”, “Running Alone”, “Wishing Well”, até aí nem preciso dizer se a galera estava curtindo pra caramba o show.  Era nítido na cara de cada fã a alegria de poder ver Edu Falaschi, Fabio Laguna e Aquiles Priester juntos de volta no palco após tanto tempo, para alguns um sentimento gigantesco de nostalgia por já terem presenciado isso, e para outros a euforia de conferir pela primeira vez.

Dois pontos altos no show com certeza foram “Angels and Demons” e “Heroes of Sand”, sons consagrados. Depois até rolou “Breaking Ties” do Aurora Consurgers, pelo menos uma do disco.

A noite contou também com um momento acústico, onde pra alegria de muitos Falaschi tocou “Pegasus Fantasy”, música que fez parte da infância de muita gente, inclusive da minha, além disso o cara tocou “Trem das Onze”, um samba consagrado de Adoniran Barbosa.

Logo após o momento acústico talvez tenha rolado o ponto mais alto do show, pelo menos pra mim. “Late Redemption” era a música a ser tocada, onde toda a casa cantava sem parar as partes em português, aquele momento que merece um registro de leve pra não esquecer.

O show ainda contou com “The Temple of Hate” , que pra mim de todas as músicas que foram tocadas é a mais difícil de ser executada. Aliás Diogo Mafra e Roberto Barros merecem ser aplaudidíssimos, pois tirar as músicas do Angra não é uma tarefa nada fácil, desempenhar o papel de Kiko Loureiro e Rafael Bittencourt exige muita técnica e qualidade, e os caras mostraram isso muito bem.

Momento balada com “Bleeding Heart” seguindo com “Millennium Sun”, “Waiting Silence”, “Live and Learn” da qual nunca pensei em ver ao vivo na vida, “Rebirth também não podia faltar, e mais uma vez um ótimo papel do público cantando junto, e pra finalizar o show com chaves de ouro a banda encerrou com “Nova era”, proporcionando um show nostálgico e muito emocionante pra casa lotada. Mesmo que já sejam artistas nacionais consagrados, é muito bom ver um show desses caras de casa cheia, uma noite memorável marcada pela “Rebirth of Shadows tour”!

 

Setlist  “Attractha”

Intro

Bleeding in Silence

231

Move On

Victorious

Payback Time

Unmasked Files

Setlist “Edu Falaschi”

Deus Le Volt

Spread Your Fire

Acid Rain

Running Alone

Wishing Well

Caça e Caçador

Angels and Demons

Heroes of Sand

Breaking Ties

Pegasus Fantasy

Trem das Onze

Late Redemption

Drum solo

The Temple of Hate

Bleeding Heart

Millennium Sun

Waiting Silence

Live and Learn

Rebirth

Nova Era

 

2
Matéria enviada por Lucas Amorim