Desalmado – Save Us From Ourselves

 

Chega de mesmice na música meus amigos, pois chegou o novo álbum do Desalmado, que com muita classe e sem perder a sua identidade, foge dos padrões do grindcore, foge dos padrões que as bandas mais undergrounds sofrem, foge dos blasts intermináveis e se consolida como um dos grandes trabalhos do ano de 2018, e sabe quê?… Porque ele é bem gravado, bem composto, bem produzido e por fim é bem pesado e audível sem enrolação, sem xiado, sem eco etc..

Poderia falar mais algumas linhas sobre essa bela produção, mas prefiro ir direto ao que interessa, a porrada sonora e a maravilha que está cada faixa desse novo trabalho que deve ser com toda certeza presença confirmada em melhores do ano em sua categoria.

A Estreia da banda no inglês, deixou ‘Save Us From Ourselves’ com uma mistura de influências variadas do metal, com críticas as grandes corporações ou seja, amigos, é peso…..é crítica, e é letra boa.

Não tem esse negócio de mate todos ou odeie todos, é letra inteligente em cima de música bem construída o que me dá muito orgulho, de saber que no Brasil tem sim banda de som podrera que não quer ser apenas radical e tocar para um nicho específico. Os caras mostram a cara e querem sim que seu som e sua voz se espalhe e seja executado em qualquer lugar sem preconceitos.

Músicas como Bridges To A New Dawn” e “Corrosion” são a prova da versatilidade desse grande trabalho que você não pode deixar de ouvir. Blessed By Money” é a maior prova de evolução da banda, variando entre momentos mais lentos e rápidos, deixando a audição uma surpresa a cada nota.

Por fim, podemos classificar o álbum como preciso, técnico, e hiper agressivo, que nos apresenta um novo Desalmado que passeia facilmente entre múltiplos subgêneros sem perder qualidade e nem identidade.

As 9 músicas são definitivamente bem pensadas e executadas. Com certeza é aquele álbum que te faz apertar o play de novo quando acaba pois passa muito rápido. Tá esperando o quê ?… Corra e ouça agora.

Tagged with:
2
Matéria enviada por Lucas Amorim

Similar articles