Dark Tranquillity – Live São Paulo

Após arrebentar nos principais festivais de verão da Europa, o Dark Tranquillity, um dos mestres e pioneiros do Death Metal melódico resolveu desembarcar na América latina para uma série de shows.

Antes de desembarcar no Brasil a banda passou por Buenos Aires na Argentina, e em Santiago no Chile fazendo a turnê de seu mais recente disco intitulado “Atoma”, que diga-se de passagem é um ótimo disco, onde mostra que a banda segue em alta.

O local escolhido para o show em São Paulo foi a Clash Club, onde já é conhecida muito bem pelos fãs paulistas de metal. A casa não estava em sua capacidade máxima, porém o público que havia no local esperava ansiosamente pela apresentação dos caras.

As luzes começaram a se apagar, ainda era cedo, por volta de 19:30 em ponto e a banda já estava para subir no palco, um a um ia subindo ao palco para abrir o show com “Force of Hand”, primeira faixa do disco “Atoma”.  A banda emendou com “The Lesser Faith” e o vocalista Mikael Stanne se mostrava muito animado e agitado, dizendo estar muito feliz de estar de volta ao Brasil e com a galera presente, a banda então segue com a faixa título do novo disco “Atoma” e em seguida para um dos melhores momentos do show, onde anuncia “The Treason Wall”, juntamente com a galera cantando as melódicas de guitarra em um dos sons mais rápidos da banda.

Mesmo que a casa não estivesse operando em capacidade máxima, o público se mostrava muito barulhento e agitado a cada som que era tocado, o Dark Tranquillity inclusive soube trabalhar muito bem com o setlist, tocando músicas de discos conceituados como “Fiction”, “Damage Done”  e “Construct”.

A banda seguiu com mais sucessos como “The Science of Noise”, “Terminus” e seguindo com o segundo melhor momento do show, onde ao executar “Mundane and the Magic” que até então não estava presente nos demais setlists, Mikael Stanne na hora do refrão colocava o microfone para uma fã que estava bem na frente do palco cantar, onde foi aplaudida pela galera e muito bem saudada pelo vocalista.

A dupla de guitarristas Christopher Amott e Johan Reinholdz executavam as músicas com perfeição, riffs e solos melódicos, rápidos, tocados de forma impecável acompanhados das belas melodias de teclado de “Martin Brandstrom”. A banda seguiu com “Monocromatic Stains” com direito moshs no meio da casa, seguindo com “Wonders at Your Feet”, “White Noise” e “End time Hearts”. Toda a banda se mostrava muito animada no show, jogava palhetas e coisas do tipo, e após a execução de  “Therein” a banda se despede do público para uma pequena pausa para tocarem as últimas músicas.

A banda retorna ao palco para finalizar o show com “State of Trust”, “Through Smudged Lenses” e o melhor momento do show que ficou por conta da bela “Miserys Crown” completamente cantada pelo público, finalizando o show de forma perfeita. A banda agradeceu muito a presença do público e Mikael Stanne não disse adeus, mas sim até logo!

Mais uma bela tacada da Liberation, e mais um belo show do Dark Tranquillity agitando o sábado a noite da galera com o melhor do Death Metal melódico!

 

 

Tagged with:
2
Matéria enviada por Lucas Amorim

Similar articles