Borknagar: A Espera Valeu a Pena

Texto – Vinicius Coimbra

Fotos – Fernando Pires

E a Overload mais uma vez fez bonito! Dessa vez foi responsável por trazer um dos grandes nomes do metal extremo mundial, uma novidade que até então o Brasil nunca tinha visto e que já estava gerando bastante ansiedade por parte dos fãs. Simplesmente o Borknagar veio para o seu primeiro show em terras brasileiras levando os fãs a loucura , do o poder do metal norueguês!

A casa escolhida para a noite memorável foi o Hangar 110, bastante conhecida pelos fãs de rock em geral de São Paulo. De início fiquei um pouco preocupado, afinal estamos falando de uma banda que nunca veio para o Brasil, e ainda mais um show uma quarta-feira a noite, mas até parece que isso seria suficiente para fazer os fãs ficarem em casa.

borknagar 2                Fernando Pires

Cheguei por volta de 20:15 e a casa não estava tão cheia, percebi que havia muita gente pela rua, mas a hora passou rápido e logo logo a banda ia subir ao palco, até que as 21:00 em ponto conforme o combinado a banda foi subindo aos poucos no palco e a casa já estava cheia juntamente com o grito da galera para saudar o Borknagar!

Pois bem,  o Borknagar que veio para fazer a tour do seu belo disco intitulado “Winter Thrice” abriu o show com a bela “Rhymes of The Mountain” que logo de cara contagiou toda a galera presente, e logo em seguida já vieram com uma pancada na cara chamada “Epochalypse” com muitos riffs rápidos fazendo a cambada balançar a cabeça.
Borknagar 3                Fernando Pires

Porém era nítido que o microfone do baixista “Vortex” estava com problemas, mas nada que estragasse o show e a alegria da galera!  O vocalista “Andreas Hedlund” saudava a galera no local e se demonstrava muito feliz de estar tocando no Brasil com 20 anos de Borknagar! A banda seguiu o show com “Oceans Rise” onde mostrava dessa vez o vocal mais pesado e rasgado de “Andreas”.  Os caras seguiram com “Cold Runs The River” e com mais uma porrada “Ad Noctum”! O que mais me chama atenção no Borknagar é como os caras são versáteis, os caras simplesmente levam sua música ao Black Metal, até elementos de Prog e folk, onde na maior parte do show “Andreas” dividia seus vocais com  “Vortex”  fazendo o show ficar ainda mais animal!

Dava pra ver que a banda estava muito empolgada no palco e continuaram o show com “Universal”, “The Eye Of Odin” onde arrumaram o microfone de Vortex e seguindo com “Icon Dreams” e “Ruins Of the Future”.  Os caras além de tudo mostravam muita simpatia, Andreas mesmo cantando cumprimentava a galera e ganhou até presentes dos fãs que estavam mais aproximados do palco. A banda então começa a tocar “Dauden”, música do primeiro disco do Borknagar, de sua fase mais Black Metal, dando mais ainda um toque de peso pra galera levando o Hangar 110 abaixo! Mas pra não perder o pique os caras ainda tocaram “Dawn Of The Colossus e fizeram uma pequena pausa de 5 minutos.

 

Borknagar 1E então para encerrar o grande show, não podia faltar “Winter Thrice”, cantada pelas vozes de Andreas e Vortex para encerrar a noite memorável que o Borknagar veio trazer para São Paulo. A banda soube trabalhar muito bem o setlist, misturando músicas de vários discos diferentes, porém juntando as músicas do disco novo, que são ótimas. Simplesmente na sua primeira passagem no Brasil deram uma aula de metal pra toca a galera, desmotrando simpatia e ao mesmo tempo seriedade na hora de fazer um show, com certeza uma noite memorável!

Tagged with:
2
Matéria enviada por Lucas Amorim

Similar articles