Animals As Leaders – Live São Paulo

Texto – Vinicius Coimbra

Fotos – The Ultimate Music PR (Costabile Salzano)

O trio americado Animals As Leaders realizou no mês de Julho sua turnê pela América do Sul, até então uma turnê inédita! Passando pelo Chile, Argentina e encerrando no Brasil. Os caras vieram para divulgar seu mais recente trabalho intitulado “The Madness of Many”.

A banda formada pelos dois guitarristas Tosin Abasi, Javier Reyes e pelo grande baterista Matt Garstka deram uma verdadeira aula para de Prog Metal! O som dos caras variam de peso, agressividade, agilidade e técnica, muita técnica, lembrando melodias e passagens de bandas como Meshuggah, TesseracT e etc, não só com o foco em Prog Metal, mas variando também entre Jazz/Fusion.

 

Quando cheguei na casa ainda não estava tão cheia, porém quando show estava próximo de começar o público era espantoso, confesso que pra uma banda do estilo do Animals As Leaders não esperava tamanho público.

Pois bem, pontualmente como estava marcado as 19:00 hrs a banda sobe ao palco para abrir o show com “Arithmophobia” agitando a galera logo de cara. Por mais que seja uma banda instrumental, a galera agitava bastante a cada música que era tocada, tentando imitar algumas melodias pelo menos.

O guitarrista Tosin Absi tocava com uma guitarra de 8 cordas, que em muitas partes das músicas mais parecia um baixo. Músicas como “Cognitive Contortions”,  “Wave of Babies”, “Tooth and Claw” foram tocadas, e o que me deixa mais impressionado nesses caras é que mesmo as músicas sendo EXTREMAMENTE complexas, os caras se mantém seguros no palco e com uma precisão gigantesca.

 

Tosin Abasi trocou poucas palavras com o público, mas se demonstrava muito feliz e agradecido por estar tocando no Brasil. Além da dupla de guitarristas afiadíssimos, o baterista Matt Garstka roubou a cena do show em muitos momentos, pois mesmo tocando passagens complexas e quebradas, fazia parecer a coisa mais fácil do mundo na bateria.

A banda ainda tocou grandes músicas como “Tempting Time”, “Kascade”, “Physical Education” e a grande “The Woven Web” sempre muito bem saudada pelo público a cada música terminada. E para finalizar o espetáculo a banda encerra com “CAFO” e se despede do público brasileiro deixando um ótimo show, e uma aula instrumenta.  Duvido muito que alguém vai se aventurar a tirar algo desses caras depois de um show desse haha. O mais engraçado foi a música “Despacito” ser tocada no som quando a banda saía dos palcos, afinal, depois de um show completo desse, “nada melhor” do que ouvir Despacito.

 

Setlist:

1 – Arithmophobia

2 – Ectogenesis

3 – Cognitive Contortions

4 – Wave of Babies

5 – Do Not Go Gently

6 – Tooth and Claw

7 – Nephele

8 – Temptiong Time

9 – Kascade

10 – Physical Education

11 – Inner Assassins

12 – The Brain Dance

13 – The Woven Web

Encore:

14 – CAFO

Tagged with:
2
Matéria enviada por Lucas Amorim

Similar articles