Tsjuder: Destruição na Clash Club

0 Flares Filament.io 0 Flares ×

Texto – Vinicius Coimbra

Fotos – Ricardo Ferreira

Com certeza uma semana de novidades no Brasil, e por coincidência, duas bandas que nunca tinham vindo para o Brasil e que vieram do mesmo país. Na quarta feira o Borkanagar realizou um show no Hangar 110, e na sexta feira 24/03, também na Noruega, o Tsjuder veio não para fazer um show, prefiro dizer que vieram para fazer uma destruição no Clash Club! Uma verdadeira aula de Black Metal!

Trazido pela Cronos, a banda também nunca tinha pisado em terras brasileiras, até então com 24 anos de carreira o powertrio formado por Nag (Vocal/Baixo), Draugluin (Guitarra/Vocal) e Anti-Christian (Bateria) vieram mostrar para o Brasil o peso e a insanidade do clássico Black Metal Norueguês acompanhados de duas bandas de abertura do Brasil.

Tsujuder 1                Ricardo Ferreira

A primeira banda a se apresentar foram os caras do Justabeli. A banda originada do ABC foi responsável por dar início a desgraceira que viria rolar a noite. A casa não estava muito cheia, afinal ainda era cedo, a banda subiu ao palco mais ou menos 19:10. Confesso que não conhecia a fundo o som dos caras, mas simplesmente foi animal, os caras tocam o mais cru Black Metal que se pode imaginar fazendo a galera curtir pra caramba, típico som de não deixar a galera parada.

Em seguida a segunda banda que viria a se apresentar foram os caras do Patria, a banda foi responsável por dar seguimento a porradaria, com seu Black Metal tradicional e o som estralando! Os caras intercalaram músicas de seus discos “Individualism”, o mais recente “Magna Adversia” e também “Liturgia Haeresis” agitando pra caramba a galera mostrando também grande performace mostrando o quão boas são nossas bandas de Black Metal.

Finalmente já era hora do Tsjuder subir ao palco. Quando o relógio bateu 21:20 confesso que já estava surdo haha, porém ainda tinha a principal banda da noite! Como já era de se esperar os caras já começaram arregaçando tudo com “Demon Throne”, seguida de “Slakt e “Ghoul”, o baterista “Anti-Christian” agitava pra caramba a galera, além de destruir com o pedal duplo. A casa não estava na sua capacidade máxima, mas tinha um número considerável de pessoas que vieram para prestigiar a banda. Confesso que achei o público meio parado, achei que até abririam uma roda de mosh na casa, mas a galera preferia ficar tranqüila curtindo o show, muito estranho, pois se tratando de Black Metal não é mesmo?

tsjuder 2                Ricardo Ferreira

O show teve seu ponto mais alto quando o baixista e vocalista Nag anuncia que irá tocar uma música de uma das maiores bandas brasileiras já vistas, nada mais nada menos que “I.N.R.I” do Sarcófago!! Aí nem preciso dizer mais nada, única coisa que faltava era a casa ir abaixo literalmente, pois os caras simplesmente botaram todo peso possível nessa música!

O Tsjuder ainda tocou clássicos conhecidos pela galera como “Demonic Supremacy”, “Primaval Fear”, “Kaos”, “Sacrifice” do Bathory e também “Kill For Satan” uma das mais conhecidas. Posso dizer que a banda não decepcionou de forma alguma, os caras vieram pra trazer as raízes do Black Metal para o Brasil e fizeram isso da melhor forma possível. E para fechar com chaves de ouro os caras encerraram o show com “Helvete”. E mais uma vez ressalto aqui a verdadeira aula de Black Metal apresentada na noite, não só do Tsjuder, mas as três bandas vieram pra destruir e com certeza deixaram toda a galera surda, mostrando como se faz Black metal de verdade!

Tagged with:
2
Matéria enviada por Lucas Amorim

Similar articles