Sabaton – Campo de Guerra em São Paulo

Texto – Vinicius Coimbra

Foto – Fernando Pires – Galeria completa aqui 

 

Na Noite de 29/10/2016 o Via Marquês localizado no Bairro da Barra Funda, na Capital Paulista teve a honra de receber a máquina de guerra Sueca,  Sabaton que veio para transformar São Paulo em um campo de batalha!

Cheguei na casa por volta das 17:50 e já podia ver que a fila estava bem cumprida, dava pra ver que a galera da frente havia chegado bem cedo, o pessoal estava até queimado de sol. Por volta das 18:10 a casa abriu e a galera, ingressou  aos poucos até encher o local.

A banda responsável por abrir o show foram os brasileiros do Armored Dawn, que por sinal fizeram uma abertura fantástica promovendo seu disco “Power of Warrior” com direito até violinista no palco.

sabaton-1-fp             Foto – Fernando Pires

A galera gritava pelo Sabaton até que as luzes se apagaram e podíamos escutar o som tocando com “In the army now” seguida da abertura “The marcho f war”, até que todos os músicos sobem ao palco para a loucura da galera e iniciam o show com “Ghost Division” !

A banda segue com “Sparta” de seu último trabalho “The last stand” do qual estavam fazendo turnê e continuam com “Blood of Bannockburn. Joakim interage com a galera, se diz feliz por estar novamente no Brasil desde a útlima apresentação em 2014, e aproveita e apresenta o novo integrante da banda, o guitarrista Tommy Johansson que se mostra muito simpático e agita a galera tocando a introdução de “Swedish Pagans”, clássico da banda, logo a galera começa a cantar a introdução que pra mim foi um dos melhores momentos do show, a banda segue tocando “Swedish Pagans” e logo depois seguem com mais dois clássicos, “ Carolus Rex” e “40:1”.

 

sabaton-2-fp             Foto – Fernando Pires

Vale observar que a banda tem uma performace de palco incrível, em nenhum momento os caras ficam parados e estão sempre agitando a galera e o guitarrista Tommy Johansson mostrou pra que veio ao Sabaton, pois deu conta do recado na guitarra.

A banda seguiu com “The lost battalion”, “To Hell and Back ( música que fez todo mundo pular rs )”, “Shiroyama”, “Resist and Bite”, “Far from the Fame”, a clássica “The Lion from the North” e “Winged Hussars” e logo após o fim dessa música a banda faz uma pequena pausa para as músicas finais.

O que é mais curioso é que o setlist foi feito com 16 músicas, 10 delas sendo dos dois trabalhos atuais do Sabaton, mesmo tocando bastante músicas atuais em momento algum o show perdeu a empolgação, afinal os últimos trabalhos da banda são ótimos.

A banda voltou ao palco com “Night Witches” e para a loucura dos fans que estavam no local, Joakim anuncia “Smoking Snakes” e diz que esse é o momento preferido dele no show, pois bem,  a casa simplesmente vem abaixo quando a banda toca essa música, até arrepia, pois todos no local gritam “Cobras fumantes eterna é sua vitória”, e para fechar com chave de ouro pra fazer todos cantarem e pularem bem alto a banda toca talvez o seu maior clássico, “Primo Victoria”, fazendo o show terminar da melhor forma possível, com certeza um show pra não botar nenhum defeito onde o Sabaton fez de são Paulo um verdadeiro campo de guerra”

Tagged with:
2
Matéria enviada por Lucas Amorim

Similar articles