Steve Zetro: “Mesmo sem Gary ainda somos o Exodus”

exodus-logo

O Exodus já está no Brasil promovendo sua mais nova Turnê. A banda norte-america iniciou nessa semana as apresentações em nosso país, e  aproveitamos para conseguir  um tempinho com o grande Steve “Zetro” Souza (vocal),que nos concedeu uma entrevista bem legal, falando de várias coisas sobre a banda, sua carreira solo e a ausência de Gary Holt, na qual o vocalista fez um desabafo.

Então chega de enrolação e vamos ao que interessa, com vocês  Steve “Zetro” Souza

 

1- Pouco mais de 1 ano passagem no Brasil o Exodus mais uma vez retorna para algumas apresentações, vocês tinham intenção de voltar tão rápido ao nosso país?

Steve “Zetro”Souza: Nós não esperávamos voltar tão cedo, mas estamos muito animados com essa nova tour, pois apenas estamos tocando novamente em São Paulo e Rio de Janeiro e todos os outros shows serão em lugares novos para nós. Os fãs brasileiros são ótimos, e estão sempre apoiando a banda e está claro para nós o quanto eles amam o Exodus. Os fãs sul-americanos são os melhores do mundo!

 

2- Dessa vez vocês tocarão em lugares no qual a banda nunca passou. Nos conte sobre as expectativas para estes shows e como é saber que há tantos fãs novos esperando por vocês?

SZT: Com certeza, mas estamos confortáveis com isso porque temos certeza que o público é ótimo nesses novos lugares e que nos receberão muito bem. Tocaremos em Limeira e em Curitiba amanhã, lugares que não tocamos na última vez em que estivemos no Brasil. Eu espero fãs tão loucos quanto os demais fãs brasileiros que já conhecemos.

 

exodus-1050x700

3- Vocês continuam divulgando o ótimo Blood In, Blood Out, álbum que marcou o seu inesperado regresso para a banda. Como foi essa experiência de retornar aos palcos com o Exodus tantos anos depois?

SZT: Agora não sinto muito coisa, pois já fizemos mais de 100 shows após o meu retorno (risos)! Eu entrei na banda com 22 anos e voltei novamente aos 38, e agora aos 50 voltei novamente. É mais tempo dentro do que fora do Exodus. Eu conheço bem os caras da banda, eles também me conhecem muito bem desde que eu era garoto. Acredito que estou em minha melhor fase vocal, físico e mentalmente, tudo tem sido bem melhor dessa vez.

 

4- Embora a banda fosse bem com Rob Dukes, é inegável Steve que com seu retorno a banda conseguiu, novamente a velha formula de empolgar, seja pelo seu vocal, seja pelas composições mais cruas, até que ponto você ajudou a banda na elaboração do álbum?

SZT: Eu não tive muito o que fazer em Blood In Blood Out, eu escrevi apenas “Body Harvest”, mas com certeza farei mais no próximo álbum, pois sempre escrevi muito nos álbuns anteriores do Exodus.

 

5- Podemos espera um novo álbum para esse ano?

SZT: Eu não sei, pois temos uma tour bem extensa esse ano. Já começamos a compor, então pode ser que entre o meio e o final desse ano já tenhamos material suficiente e quem sabe até o álbum já pronto.

 

exodus_vivienvarga219

 

6- Ainda falando sobre esse mesmo assunto, você citou que o Exodus está com a agenda de shows bem cheia para esse ano. Há planos de lançarem um dvd ou algum material especial?

SZT: Nós temos conversado bastante sobre isso, e eu acho que o melhor lugar pra fazer isso é na América do Sul, porque são os melhores fãs do mundo. Sobre o lugar, achamos que seria São Paulo ou Buenos Aires. São apenas conversas, ainda não temos planos, mais com certeza vai acontecer.

 

7- Steve, todos sabemos que fora o Exodus você possui outra grande banda o Hatriot, no qual em 2014 lançou um grande trabalho denominado Dawn of the New Centurion. Você ainda continua com o Hatriot ? Qual é situação da banda agora?

SZT: Não estou mais na banda, mas meu filho mais velho, Cody,  que é baixista é o novo vocalista, então ele tem cantado e tocado baixo no Hatriot. Eu estou muito ocupado com o Exodus, por isso não pude continuar na banda, e acabou sendo uma sugestão do meu filho que eu saísse. Ele me disse “pai, você está muito ocupado com o Exodus agora, então eu poderia cantar”, então eu disse “ok, vamos ver se Cody se sairá bem!” E ele realmente se saiu, e ficou muito bom. O novo material do Hatriot ficou muito, mas muito bom mesmo com ele nos vocais.

 

 

Steve zetro

 8- Steve você é considerado um dos vocalistas de Thrash Metal mais respeitados no mundo, mas como começou a sua paixão por ser vocalista, como você começou a cantar?

SZT: Eu sempre fui um grande fã do estilo de música que eu canto, eu amo tanto isso, que eu acho que é uma coisa natural. Não sou daqueles que diz, “eu gosto desse estilo de música”, não, eu realmente amo o que eu faço, de verdade. Eu me sinto muito feliz por cada música que eu gravo, e acredito que essa paixão por cantar e pela música que fazemos faz com que isso ocorra.

 

9- Sabemos que alguns fãs ficaram bem desapontados ao saber que Gary Holt não estaria presente nessa tour. Qual é a sua opinião sobre esse assunto?

SZT: Infelizmente ele também toca no Slayer, mas dessa vez ele teve problemas pessoais que o impediram de estar aqui conosco nessa tour. Nós apoiamos muito tudo o que ele faz, em especial o Slayer. Nós já passamos muitas vezes por essa situação de não tê-lo conosco durante a tour. Não quero dar um spoiller, mas nós temos Kragen Lum substituindo o Gary, e ele é muito bom! Você pode fechar os olhos e não será capaz de dizer qual deles está tocando! Kragen tem o mesmo ritmo e fúria que Gary toca. Ele já tocou conosco em diversos lugares como Estados Unidos, Rússia, pelo mundo todo, e essa será a primeira vez na América do Sul. Nós amamos nossos fãs do Brasil, venham aos shows! Nossos shows não são diferentes sem o Gary.

Isso é mais comum do que se imagina, por exemplo, acontece com o Anthrax, as vezes o Scott não está lá, as vezes Charlie não está lá, as vezes Frank não está lá, isso acontece.

Eu tenho problemas fora da música, minha mãe está muito, muito doente, ela é bem idosa, eu sei que as pessoas velhas ficam doentes e podem morrer, ela está em casa agora, mas eu não posso ficar ao lado da cama dela esperando o pior acontecer, eu tento me manter firme. Essas coisas são inesperadas, como o que aconteceu com o Gary.

 

10- Agradecemos muito a sua atenção e pedimos que deixe um recado para os fãs Brasileiros que comparecerão nas apresentações da banda no Brasil.

 SZT: Vamos tocar coisas velhas e coisas novas! Amamos vocês, venham nos ver, mesmo sem Gary ainda somos o Exodus! Estamos muito felizes por estarmos aqui novamente, é um dos nosso lugares favoritos em todo o mundo!

 

exodus-2014

 

Você nao vai perder a oportunidade de ver um dos maiores ícones do Thrash mundial não é ? Então confira abaixo os servicos para as apresentações

 

Serviço São Paulo
Liberation Tour Booking orgulhosamente apresenta Exodus
Data: domingo, 24 de janeiro de 2016
Local: Carioca Club – www.cariocaclub.com.br
Endereço: Rua Cardeal Arcoverde 2899, Pinheiros
Abertura da casa: 18h
Banda de abertura: Sinaya
Infoline: (11) 3813.8598
Informações gerais: info@liberationmc.com
Imprensa: press@theultimatemusic.com
Acesso para portadores de necessidades especiais
Ar condicionado
Estacionamentos na região: de R$ 20,00 a R$ 30,00 o período
Chapelaria no local: R$ 5,00
Classificação etária: a partir de 16 anos
Ingressos online: http://www.clubedoingresso.com/exodus (em até 6 vezes no cartão)
Pontos de venda (sem taxa de conveniência): Carioca Club e loja 255 (Galeria do Rock – 11 3361.6951)

Ingressos
2º lote: R$120 (pista meia entrada/estudante/promocional para não estudantes*)
3º lote: R$150 (pista meia entrada/estudante/promocional para não estudantes*)
Camarote: R$200
*Doe um kilo de alimento na entrada da casa no dia do evento e pague meia entrada.

 

Serviço Rio de Janeiro
Liberation Tour Booking e Circo Voador orgulhosamente apresentam Exodus
Data: quinta-feira, 28 de janeiro de 2016
Local: Circo Voador
Endereço: Rua dos Arcos S/N – Lapa
Abertura da casa: 20h
Banda de abertura: Test
Informações gerais: www.circovoador.com.br
Acesso para portadores de necessidades especiais
Classificação etária: a partir de 18 anos
Ingressos online: http://www.ingresso.com/rio-de-janeiro/home/espetaculo/show/exodus

Ingressos
1º lote: R$100 (pista meia entrada/estudante/promocional para não estudantes*)
2º lote: R$130 (pista meia entrada/estudante/promocional para não estudantes*)
*Doe um kilo de alimento na entrada da casa no dia do evento e pague meia entrada.

 

exodus flyer

 

Lembrado que os caras ainda tocam nos locais abaixo, clique nas datas para saber todos os detalhes

22/01 – Dragão do Mar Praça Verde – Fortaleza, Brasil
23/01 – Teatro Manauara – Manaus, Brasil
26/01 – Music Hall – Belo Horizonte, Brasil
27/01 – Music Hall – Curitiba, Brasil

4
Matéria enviada por Aline Narducci

Similar articles