Pop Javali – “Nós aprendemos muito na Europa”

0 Flares Filament.io 0 Flares ×

logo-pop-javali

O Pop Javali é um conhecido power trio brasileiro que há mais de 20 anos vem seguindo a trilha do verdadeiro Hard Rock, a banda que foi formada em 1992,  mantém a mesma formação até hoje: Marcelo Frizzo (baixo e vocal), Jaéder Menossi (guitarra) e Loks Rasmussen (bateria).

Os caras já estão na cena há muito tempo e  possuem bons trabalhos no mercado como o ótimo The Game Of Fate, além do estreante No Reason To Be Lonely, álbuns que renderam boas críticas a esse Power Trio. Mas eles queriam mais, e o céu é o limite quando se tem força de vontade e determinação, e com essa força de vontade o  grupo realizou em Outubro a sua primeira turnê pela Europa. Foram ao todo nove shows por quatro países: Milão na Itália, Worblaufen na Suíça, Londres na Inglaterra, Hamburgo (dois shows) e Oer-Erkenschwick na Alemanha, além de Sneek, Drachten e Amsterdã na Holanda.

E para consolidar o sucesso da turnê, o Pop Javali lançou seu primeiro disco ao vivo: “Live In Amsterdam”  e para explicar sobre esse lançamento internacional e também sobre os planos da banda batemos um papo com o simpático Marcelo Frizzo que você confere na íntegra, nas linhas abaixo:

 

 

Heavy World – O Pop Javali teve oportunidade de fazer alguns shows na Europa, não foi? Quais foram os países que a banda teve a oportunidade de tocar? E como surgiu essa oportunidade?

Marcelo Frizzo – Primeiramente, muito obrigado a HEAVY WORLD pela atenção e oportunidade de conversarmos com seus leitores! Nossa turnê europeia passou por Itália, Suíça, Inglaterra, Alemanha e Holanda. Foram 9 shows em 15 dias de viagem. Graças ao trabalho de nossa produtora, a “SOM DO DARMA”, a ‘tour’ foi um sucesso antes, durante e até agora continua sendo. O europeu é bastante exigente e criterioso quanto a bandas. O material da POP JAVALI foi enviado pra vários países, promoters e casas de shows com bastante antecedência, de modo que puderam conhecer a banda meses antes de fecharmos as datas. A partir do momento em que o trabalho agradou aos contratantes foi feita uma logística para viabilizar as viagens e datas entre um e outro show. Uma vez tudo acertado, e malas prontas, foi só “meter a cara e a coragem”! Graças a Deus a aceitação foi excelente e conquistamos o público por todos os lugares em que passamos.

 

Heavy World – Como foi o processo de divulgação dessas apresentações por lá? E qual foi a média de público que o Pop Javali atingiu?

Marcelo – Como já havíamos disponibilizado todo o material da banda meses antes da ‘tour’ foi possível que os promotores dos shows fizessem toda a divulgação local. Nos dias atuais o principal meio de divulgação é a internet e suas redes sociais. O público varia de evento para evento. Tocamos em festivais na Holanda e na Alemanha, com várias bandas, então o público foi mais expressivo. Fizemos muitos novos amigos e fãs pela Europa toda.

 

Pop Javali Low 1

Heavy World – Dessas apresentações inclusive está saindo um álbum ao vivo, que registra esses momentos. Vocês já viajaram com o intuito de gravar os shows para um futuro cd?

Marcelo – Sabíamos que havia essa possibilidade, de se gravar um ou mais shows. Mas não fizemos disso uma obrigação. De forma que as gravações foram feitas da forma mais natural possível. A verdade é que, quando retornamos ao Brasil e ouvimos o registro, fomos tomados de uma surpresa positiva com o resultado e decidimos que seria possível fazer um CD com ótima qualidade.

 

Heavy World – Como foi o processo de gravação desse cd? E Como foi o processo de aquisição de Equipamentos e preparações para os registros? Sabemos que isso não é fácil de conseguir! Conte para nosso leitores como a banda conseguiu esse suporte.

Marcelo – Como eu disse, nada foi programado de forma especial. Há casos em que um show é especificamente preparado para uma gravação, com equipamentos especiais e até mesmo com os músicos tocando mais de uma vez cada uma das músicas a fim de possibilitar a escolha do melhor “take”. Não foi o nosso caso…. rs. Simplesmente fizemos os shows da maneira como estamos acostumados, sem sequer lembrar que estavam sendo gravados. Hoje em dia é bastante acessível uma gravação, sobretudo na Europa, onde os equipamentos utilizados são de primeiríssima geração. Com um notebook conectado a uma mesa de som digital você pode gravar a apresentação com relativa facilidade.  Assim, foram gravados alguns dos shows. Mas o de Amsterdã, que foi o último show da ‘tour’, teve algo de especial, por conta da empolgação da galera presente e também da qualidade do som captado, de forma que foi o escolhido para se tornar um álbum ao vivo, que agrada a muita gente.

Pop Javali - Live In Amsterdam_Low
Heavy World – O Pop Javali apesar de anos de carreira tem poucos álbuns, porque lançar um álbum ao vivo e não um novo trabalho com músicas inéditas?

Marcelo – A experiência da ‘tour’ foi tão marcante pra gente que decidimos trazer para os amigos um gostinho dos shows e da recepção que tivemos por lá.  Um registro ao vivo  na Europa não acontece todo dia. Não poderíamos abrir mão da oportunidade. O novo álbum de inéditas já está em processo avançado de gravação, estamos há mais de um mês em estúdio. Mas vamos segurar o lançamento para 2017, provavelmente em fevereiro, assim podemos trabalhar o “Live IN Amsterdam”  com a atenção devida.

 

Heavy World – Como foi tocar pra um público que nunca ouviu o trabalho da banda? Vocês acreditam que isso gera mais estresse e responsabilidade ou nem pensaram nisso?

Marcelo – Quando saímos do Brasil rumo à Europa pensávamos que iríamos tocar pra um público que jamais ouviu falar da gente. Para nossa (grata) surpresa, ao chegarmos lá as pessoas conheciam não só as músicas, mas vinham fazer perguntas sobre, por exemplo, as guitarras usadas pelo Jaéder nos clipes, os vídeos que postamos constantemente.  O europeu se preocupa em pesquisar e conhecer o trabalho da banda. Procura tudo relacionado ao artista na internet e, quando vai para um show, sabe exatamente o que esperar. Não vai a um show simplesmente por causa do evento, ou do “role”. Se gostou daquilo que pesquisou, ele vai conferir a performance ao vivo da banda. Além disso, entre várias bandas que participaram dos eventos conosco, a POP JAVALI  era a “banda gringa da noite”… rs Várias pessoas disseram   que  foram só pra  “conferir a banda brasileira”. É importante ressaltar que eles valorizam muito o trabalho de bandas do Brasil, têm profundo respeito e admiração. Quanto à responsabilidade, sempre nos preocupamos em entregar para o público o melhor que podemos em termos de apresentação, não importa o local onde tocamos. O profissionalismo é uma tônica constante da banda, de maneira que não sentimos nenhum estresse. Quando percebemos que o público local estava gostando – e muito – da banda, ficou ainda mais leve. rs.

 

Heavy World – De todas as apresentações, qual o balanço que a banda faz de tudo que percorreu de lá até o lançamento do CD ao vivo?

Marcelo – É notável que a exposição da banda, em virtude da bem sucedida turnê internacional, cresceu muito e vêm nos abrindo novas portas. A experiência com os músicos e bandas da Europa também acrescentou muito as novas composições, como poderá ser conferido no novo álbum de inéditas, nós aprendemos muito na Europa, e vamos usufruir ao máximo desse aprendizado pra tornar cada vez melhor nosso trabalho.

 

Pop Javali

Heavy World – Há planos de retorno à Europa ou outro local fora do Brasil para mais apresentações?

Marcelo – Deixamos uma ótima impressão por lá, o que certamente favorece para uma nova viagem. Temos sim planos de voltar, sentimos que conquistamos vários admiradores por lá. O planejamento requer dedicação e cuidados. Vamos nos esforçar muito, com cautela e inteligência, pra viabilizar uma nova tour, pra que o sucesso se repita. Sem pressa. O novo álbum de inéditas deverá fomentar esse projeto.

 

Heavy World – E shows? Como está a agenda da banda para divulgação desse novo trabalho?

Marcelo – Estamos divulgando o “LIve In Amsterdam” ao mesmo tempo em que estamos em gravações. Temos contado com apoio de várias web-radios e outras mídias. Estamos dando atenção para o “Live”, mas muito dedicados ao novo de inéditas, de forma que temos que dividir criteriosamente nosso tempo. Nesse sentido, não estamos lotando a agenda com muitos shows principalmente até o final do ano. O estúdio será a prioridade. A partir da virada do ano, aí sim, teremos vários shows. Em 2017 completaremos 25 anos de banda, com novo CD na praça! Será um ano fantástico!

 

Heavy World – Agradecemos a oportunidade e pedimos que deixe um recado para nosso leitores !

Marcelo – Nós que agradecemos pela honra e o privilégio de podermos falar aos leitores da sensacional “HEAVY WORLD”! Muito obrigado pela atenção conosco!

Mais Informações:
www.popjavali.com.br
www.facebook.com/popjavali
www.twitter.com/popjavali
www.youtube.com/popjavali92
www.soundcloud.com/popjavali

Tagged with:
2
Matéria enviada por Lucas Amorim

Similar articles