JUSTABELI- Confira Entrevista Exclusiva com a Banda

Por –  Cyntia Marangon

O Justabeli é uma banda brasileira caracterizada pela sua diferenciação nesta vertente do Black Metal, por obter letras impactantes e sempre demonstrar sua atitude notória nos palcos brasileiros, a banda conquistou seu espaço no cenário underground de forma única.

Atualmente a banda conta com a mesma formação desde o EP “Blast The Defector” (2017): War Pheriz como baixista e vocalista, Blasphemer na guitarra e Morbus Deimos na bateria. Além disso, participará de três datas ao lado da banda Matanza no “O derradeiro Matanza Fest”.

Confira a entrevista que fizemos com o fundador, baixista e vocalista da banda Justabeli, War Pheriz, que foi fundada na cidade de Diadema desde de 2001 e está na ativa até hoje.

 

1- A temática da banda, desde os primórdios, é de cunho pessoal ou não? Quando e como foi que surgiu esta ideia de falar sobre os temas propostos pela banda?

War Pheriz: Sim, com certeza, sempre gostei de estudar história, de ler muito sobre essa temática, além de assistir muitos filmes, séries e afins, então desde que a banda se formou, sempre busquei criar algo com essa relação sobre as guerras e seus contextos históricos, além também de evidenciarmos o Satanismo em nossas letras.

 

2-Sobre as diversas mudanças no line up da banda, o que realmente gerou para a banda nesta troca de membros? Isto fez com que a banda perdesse a qualidade, ou não?

War Pheriz: Muito pelo contrário, a qualidade da banda só aumentou. Algumas mudanças foram necessárias. A qualidade sonora da banda, dentre todas essas mudanças, nos trouxe amadurecimento em diversos aspectos tanto na relação entre os membros, até mesmo como evolução na parte musical.

 

3-Vamos falar um pouco das questões atuais da banda. Sobre os preparativos do novo álbum, como estão as gravações? Já foi marcada uma data de lançamento?

War Pheriz: Bom, o novo álbum está praticamente pronto. A master provavelmente vai ficar por conta do Dan Swanö, porém ainda não temos nenhuma data específica para o lançamento, talvez seja entre o final ainda deste ano ou começo de 2019.

 

4-Existe alguma turnê em vista ou shows próximos? Sabe-se que nas próximas semanas a banda estará ao lado da banda Matanza em três datas nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e também por Minas Gerais, quais são as expectativas para estes shows, sendo algo totalmente diferenciado por tratarmos de um outro tipo de público.

War Pheriz: Bom, sobre os shows de um forma geral a gente não tem feito muitos, pois muita das vezes o que acontece na cena brasileira é mais uma falta de comprometimento dos produtores neste aspecto, até mesmo por não fornecerem quesitos primordiais, digo, itens essenciais para uma banda se apresentar de forma considerável para os fãs/público, pois buscamos sempre por levar algo de qualidade ao vivo. A gente sabe que isto pode se relacionar com uma série de fatores, até mesmo por termos uma grande quantidade de shows rolando no momento, ou até mesmo pela pouca divulgação.

A banda sempre priorizará por um evento que tenha um certo profissionalismo, um lugar legal e principalmente que seja bem divulgado para o público, principalmente hoje em dia que temos esse grande acesso à internet e as todas mídias sociais.

Sobre o evento que vai rolar com a banda Matanza, pelo menos o que sabemos é que os ingressos para o festival aqui na cidade de São Paulo já estão esgotados. Acho que sermos de um outro gênero, dentre as outras bandas que estarão presentes no evento, só vem a somar positivamente. Os festivais grandes, posso citar como exemplo, os que ocorrem na Europa ou até mesmo em outros países, diversas bandas de diversos gêneros se apresentam, por isso não vejo problema nenhum. É uma oportunidade para que outras pessoas conheçam nosso som e se influenciem de uma certa forma. Nossas expectativas são das melhores para estes próximos três shows que faremos, pois além de tudo o que disse, a estrutura, os equipamentos e os lugares são sensacionais, como exemplo, tocaremos no Circo Voador na cidade do Rio de Janeiro, palco que já foi cenário de grandes shows realizados por grandes bandas e isto realmente nos trará um certo reconhecimento, além de levarmos para o público nosso som com a qualidade que queremos.

5-Para finalizarmos, gostaria de saber quais são as suas referências como baixista e vocalista ou até mesmo as referências que você trouxe e ainda trás para a banda atualmente?

War Pheriz: A banda possui várias referências como Sarcófago, Deicide, Sodom… dentre outras bandas, mas pessoalmente falando os ideais e várias influencias vieram também do Jon Nödtveidt, da banda Dissection, pois é um cara que eu admiro muito.

Tagged with:
2
Matéria enviada por Lucas Amorim

Similar articles