Axes Connection – Nossa sonoridade tem uma pegada de Heavy Metal indiscutivelmente

O Axes Connection toca Heavy Metal! Pesado e cortante como um machado! Um novo som, contemporâneo, composto e gravado por músicos que acumulam décadas de experiência: o vocalista Márcio Machado, o guitarrista Marcos Machado (ex-Distraught), o baixista Magoo Wise (ex-The Wise, ex-Distraught, ex-Apocalypse) e o baterista Cristiano Hulk (ex-Vômitos e Náuseas, ex-Grosseria).

Os caras estão lançando o seu trabalho de estreia o ótimo A Glimpse of Ilumination, que possui toda uma história por trás do lançamento  e para falar sobre ele e muito mais, falamos com o guitarrista da banda Marcos Machado, confira abaixo esse bate papo com mais uma grande banda do Metal nacional!

 

O Axes Connection é uma banda formada por músicos experientes que deu resultado ao belo “A Glimpse of Ilumination”. Como foi a ideia e o processo dessa união?

Marcos Machado – Já tínhamos um projeto em paralelo que sempre tocamos mesmo antes de eu entrar na Distraught mas nunca tive tempo de tornar isso realidade. Com a saída da Distraught meu irmão Vitor que tocava bateria me convidou pra retomarmos o projeto e concretizar nossas músicas. Infelizmente 2 meses após combinarmos um retorno ele veio a falecer. Com isso me senti na obrigação de dar continuidade a tudo. Comecei totalmente sozinho tentando através de um programa simulador de bateria a reproduzir o melhor possível a bateria que o Vitor executava. Depois gravei guitarra e baixo e falei do projeto pra meu outro irmão mas sem intenção de convidá-lo, mas ele ao ouvir se autoconvidou pra entrar e fazer os vocais e então começamos a fazer uma pré produção, arranjando, colocando riffs e solos que não existiam, assim como criando coisas novas. Depois no estúdio Live com o Felipe tiramos algumas fotos e colocamos no facebook. O Magoo que já havia tocado baixo comigo e também com o Márcio apenas vendo a foto disse que queria fazer parte do projeto, mesmo sem escutar nada. Claro que aceitamos a entrada dele imediatamente. Com esse trio formado deixei o baixo ser remodelado pelo Magoo que fez um trabalho muito bom. Em seguida tivemos a ajuda na bateria de Jesiel, mas por pouco tempo, pois ele estava com problemas de tempo na sua agenda. Então surgiu o Lourenço Gil que conseguiu fazer a bateria que queríamos. Então finalmente mergulhamos nas gravações, mixagens e exaustivamente chegamos no resultado final do CD.

 

Vocês se consideram uma banda de Heavy Metal tradicional? Quais são as influências da banda para dar origem a essa sonoridade?

Marcos – Nossa sonoridade tem uma pegada de Heavy Metal indiscutivelmente mas escutando com calma verão que tentamos mesclar outros climas na banda. Existe uma mistura grande de estilos, mas deixo pros ouvintes identificarem por sua conta. Acredito que temos forte influência dos anos 70/80 mas deixamos uma cara mais moderna ao som. Tentamos manter a influência do passado mas com nossa maneira, tentando ser o mais original possivel.

 

O disco foi gravado em Porto Alegre, e contou com a masterização de Benhur Lima (ex-Hibria), como foi o processo de gravação do disco? Ficou do jeito que vocês esperavam?

Marcos – A produção foi totalmente nossa e tentamos deixar tudo do nosso agrado. Não tínhamos uma grande produção por trás mas muita boa vontade de acertar. Conseguimos o melhor resultado possível mas temos convicção que podemos futuramente melhorar mais ainda. A ajuda que tivemos do Felipe do EstudioFelipeLive foi fundamental pra mesclarmos todos os elementos e apararmos todas as arestas. O toque final do Benhur foi fundamental pra conseguirmos esse resultado também que ficou do jeito que esperávamos.

 

Sabemos que viver de música não é fácil, ainda mais fazendo  Rock/Metal em um país com o Brasil. Como é pra vocês essa questão? Como lidar com esse nicho de mercado?

Marcos – Primeiramente eu queria dizer que todos os envolvidos com Rock/Metal são pessoas que gostam muito do que fazem sem esperar um retorno financeiro e no Brasil então nem se fala. Vamos continuar a nadar contra a corrente como sempre fizemos e fazer o que gostamos. Existem muitas coisas que melhoraram com o advento da internet mas ao mesmo tempo muitas coisas que só pioraram. Enfim uma longa discussão que no momento não acho que seria o momento pra nos estendermos.

 

Recentemente vocês lançaram o single “Use The Reason”, estão trabalhando em um disco novo?

Marcos – “Use The Reason” é uma música que começamos a divulgar pra promover “A GlimpseofIllumination” que em breve lançaremos. Mas adianto que já começamos a trabalhar em músicas pro próximo álbum sim.

 

Como está a agenda de shows da banda?

Marcos – Estamos trabalhando pra conseguir datas. Estamos iniciando mesmo.

 

Queremos agradecer essa oportunidade de poder entrevistar a banda, desejamos todo sucesso! E por último, deixem uma mensagem para os leitores do Heavy World!

Marcos – Nós agradecemos muito essa oportunidade de estar podendo mostrar nosso trabalho através da Heavy World. Mostrar o que pensamos e como tudo surgiu. Convidamos a todos pra visitar nosso facebook/twiter pra conhecer e ouvir mais a Axes Connection e continuar a prestigiar a Heavy World! Abraço a todos!

Mais Informações:
www.facebook.com/axesconnection
www.twitter.com/axesconnection
www.soundcloud.com/axesconnection

Tagged with:
2
Matéria enviada por Lucas Amorim

Similar articles